Governo de SP: custo de recapturar André do Rap é R$ 2 milhões

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), disse nesta sexta-feira (16/10), que a força-tarefa para tentar recapturar o traficante André do Rap representará um custo de R$ 2 milhões a cada 120 dias para o estado.

“A despesa para recuperar o fugitivo André do Rap, que foi liberado por um habeas corpus do ministro Marco Aurélio de Mello, representa para os cofres públicos de São Paulo cerca de R$ 2 milhões. Me dá vontade, inclusive, de mandar a conta para o ministro”, afirmou Doria durante coletiva de imprensa.

“A despesa está prevista para um período de 120 dias, isso não significa que estamos acreditando, confiando ou afirmando que André do Rap será capturado em 120. Mas a cada 120 dias nós teremos essa despesa, que é mobilização de equipe, as despesas operacionais, custos com equipamentos e diárias dos policiais aqui do estado.”

Desde o último sábado (10), mais de 600 policiais civis dos três principais departamentos de segurança de São Paulo estão mobilizados para localizar André Oliveira Macedo, conhecido como André do Rap. O traficante é considerado um dos chefes do Primeiro Comando da Capital (PCC), facção que atua dentro e fora dos presídios paulistas.

Ele deixou a prisão na manhã de sábado, após ter um habeas corpus concedido pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio Mello.

Horas depois, no mesmo dia, o presidente do STF, Luiz Fux, revogou a liminar e determinou o retorno de André à prisão (leia mais abaixo). A decisão foi mantida pelo plenário da Corte nesta quinta-feira (15).

André estava preso desde setembro de 2019, quando foi encontrado num condomínio de luxo em Angra dos Reis, litoral fluminense, numa operação da Polícia Civil de São Paulo. Naquela ocasião, foi detido por tráfico internacional de drogas após ficar quase seis anos foragido da Justiça.

Além de São Paulo, agentes da Polícia Federal (PF) e as polícias civis do Paraná e Santa Catarina procuram o traficante. As investigações trabalham com a possibilidade de ele ter ido em seu jato particular até o Paraguai, a Bolívia ou a Colômbia.

Por G1

Compartilhe nas Redes Sociais

+ Notícias