Aplicação da segunda dose para profissionais da educação começa em 11 de maio

A aplicação da segunda dose da vacina contra a Covid-19 para profissionais da educação de Bauru com 47 anos ou mais será feita entre 11 e 13 de maio. A vacinação, novamente, será na sede da Secretaria de Educação.

Os profissionais receberam a primeira dose entre os dias 12 e 16 de abril. Além dos professores, foram imunizados funcionários que atuam no apoio administrativo, como gestores, coordenadores pedagógicos, secretários de escola, serventes, merendeiras, entre outros, das redes básicas municipal, estadual e particular.

No momento da vacinação, o profissional deverá apresentar o comprovante de vacinação da primeira dose e documento com foto (RG ou carteira de habilitação). Caso o usuário não apresente o comprovante, ele não poderá ser imunizado.

QUEM AINDA NÃO RECEBEU A PRIMEIRA DOSE?
Os profissionais da educação acima de 47 anos, que se enquadram nos quesitos acima e que não foram vacinados no período da primeira dose por falhas na ratificação do cadastro na plataforma VacinaJá Educação, poderão ser imunizados no período de 11 a 13 de maio, sem a necessidade de agendamento prévio.

Neste caso, os interessados devem ter efetuado o cadastro na plataforma VacinaJá Educação, disponível no endereço eletrônico https://vacinaja.sp.gov.br/educacao.

No momento da vacinação, o profissional da educação que tomar a primeira dose deverá apresentar o comprovante com QRCode, RG e CPF, sem os quais não poderá ser imunizado. Para estas pessoas, a segunda dose será aplicada em uma unidade de saúde, no prazo estipulado.

SERVIÇO
Esta ação é organizada pela Prefeitura de Bauru, por meio das Secretarias de Educação e Saúde, em parceria com a Unisagrado, Colégio Chaminade e FourC.

A aplicação da segunda etapa de vacinação, assim como a primeira dose daqueles que ainda não foram imunizados, acontecerá entre os dias 11 e 13 de maio, das 8h às 12h e das 13h30 às 17h, na sede da Secretaria Municipal da Educação, na Rua Raposo Tavares, 8-38, de acordo com cronograma previamente divulgado.

As pessoas que vão tomar a vacina também poderão, de maneira espontânea e voluntária, doar alimentos não perecíveis e produtos de higiene, que serão revertidos ao Fundo Social de Solidariedade. O material depois será destinado para as famílias em situação de vulnerabilidade cadastradas na Sebes.

Compartilhe nas Redes Sociais