Datafolha: 96% brasileiros querem ser mais solidários

Os últimos meses têm sido, de fato, muito desafiadores. As pessoas tiveram que se adaptar rapidamente a uma realidade inusitada e singular. Mas nem tudo foram notícias ruins, na verdade, a solidariedade fez e está fazendo bonito nesses tempos difíceis, e não foi a pandemia que deixou os brasileiros mais solidários. Esse foi um dos grandes destaques de uma pesquisa do Datafolha encomendada por Omo, que buscou conhecer mais sobre os hábitos e ações de solidariedade dos brasileiros antes e durante a pandemia.

O Datafolha ouviu por telefone mais de 1.500 brasileiros de diversas faixas etárias (a partir de 16 anos) nas regiões Norte, Nordeste, Sul, Sudeste e Centro Oeste do país, entre os dias 01 e 08 de setembro. Os resultados da pesquisa trouxeram insights interessantes sobre os hábitos de solidariedade dos brasileiros. Entre os destaques, a pesquisa mostrou que 96% dos brasileiros tem o desejo de ser mais solidário e busca realizar ações para fazer o bem e promover um futuro melhor, mas muitas vezes não sabem o caminho certo para colocar essa solidariedade em prática .

Apesar da intenção de ser mais solidário, apenas 27% efetivamente se envolvem hoje em ações coletivas organizadas. A maioria (68%) age de forma individual e pontualmente por não conhecer outras formas e oportunidades realizar essas ações.

Aproximadamente sete de cada dez respostas dos brasileiros relacionam ações de solidariedade principalmente com o ato de ajudar quem está precisando, como pessoas em situações mais frágeis e de vulnerabilidade social. Em contrapartida, apenas três em cada dez citações associam ações de solidariedade com atitudes coletivas, como ações para o bem estar comum, ajuda a instituições – como ONGs, orfanatos, hospitais, asilos, e com a prestação de serviços voluntários e comunitários.

Praticamente todos os brasileiros declararam que costumavam praticar pelo menos uma ação de solidariedade antes da pandemia. 95% dos entrevistados costumava ajudar pessoas conhecidas ou desconhecidas sempre que tinha uma oportunidade e fazia pequenas ações pelo meio ambiente (separar lixo reciclável, economizar água, entre outras ações).
86% das pessoas realizava doações e/ou arrecadações de produtos, roupas, alimentos e medicamentos. Um fato curioso é que o brasileiro se enxerga solidário (92% dos entrevistados), mas a percepção é menor quando se olha para o outro (68% não considera o próximo solidário). O brasileiro se percebe mais solidário em relação à sociedade como um todo, trazendo esse dever para si, mas entende que essa responsabilidade não é só dele. Dos entrevistados, 84% acreditam que a responsabilidade de realizar ações em prol da sociedade seja do governo ou de ONGs, enquanto 72% defendem que ela é também das empresas.

Outro dado que ganha destaque na pesquisa é que o brasileiro atrela o propósito das marcas com solidariedade. Quando solicitado para as pessoas compararem o papel das marcas em prol da sociedade antes e durante a pandemia, vemos uma tendência de aumento nessa percepção de 43% para 46%. Além disso, a pesquisa mostrou que o brasileiro considera que cuidar do meio ambiente também é solidariedade. 95% dos entrevistados fazem ações simples para proteger a natureza e 91% afirmam que querem deixar um mundo pelo menos um pouco melhor para o futuro.

Por Assessoria/OMO

Compartilhe nas Redes Sociais
  • Após flexibilizar Fase Vermelha, Bauru é notificada pelo Governo de SP
    O Governo de SP notificou nesta segunda-feira (25/01), a Prefeitura de Bauru para que cumpra as regras da Fase Vermelha determinada pelo estado. O Governador João Doria já tinha avisado que as […]
  • Secretaria de Agricultura altera horário das feiras noturnas
    A Secretaria de Agricultura e Abastecimento alterou os horários de funcionamento das Feiras Noturnas, por conta da fase vermelha do Plano SP. Com isso, quatro feiras terão seu horário de encerramento […]
  • Estação Cidadania recebe manutenção
    O espaço Estação Cidadania, antigamente conhecido como CEU de Artes, passa por manutenção da área. A revitalização teve início no dia 20 de janeiro e deve levar por volta de 15 dias, segundo o gestor […]
  • Bauru tem mais de 34 mil MEIs
    Buscando investir em seu próprio negócio e ganhar sua própria fonte de renda, muitas pessoas escolheram formalizar seus negócios e se tornarem Microempreendedores Individuais (MEIs). Em 2020, o […]
  • Prefeitura divulga como fica Bauru na fase vermelha
    A Prefeitura de Bauru publicou, na noite deste domingo (24/04), o decreto com as regras para a fase vermelha do Plano São Paulo. O novo decreto entra em vigor nesta segunda-feira (25) e segue até o […]
  • Datafolha: 4 milhões abandonam escola na pandemia
    As dificuldades impostas pela pandemia fizeram com que 4 milhões de estudantes brasileiros, com idades entre 6 e 34 anos, abandonassem os estudos no ano passado. Com isso, a taxa de abandono escolar […]
  • Região de Bauru registra queda nas fatalidades de trânsito
    Segundo os novos dados do Infosiga SP, sistema do Governo de São Paulo gerenciado pelo Detran.SP e programa Respeito à Vida, a região administrativa de Bauru registrou queda de 8% nas fatalidades de […]
  • Estudante brasileira descobre asteroide
    O céu de 7 de janeiro de 2021 não passou desapercebido para Micaele Gomes, de 16 anos, que faz o terceiro ano do ensino médio na rede pública de São Paulo. Em imagens captadas pelo telescópio do […]